RISCOS OCUPACIONAIS DE PROFISSIONAIS NA ÁREA DE HIGIENIZAÇÃO E O PAPEL DO ENFERMEIRO COMO MEDIADOR DESSE PROCESSO

Emanuele Neves Barbosa Santana, Izabela Ariana Nascimento, Telma O. S. Couto, Isis Fernandes Magalhães Magalhães-Santos

Resumo


Este artigo apresenta abordagem acerca dos riscos ocupacionais dos profissionais de higienização pertencentes a uma instituição de ensino superior. Mostra uma breve passagem histórica da Biossegurança no Brasil e o avanço da utilização dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI), bem como a ascendência do papel do enfermeiro neste processo. Nesse trabalho foi realizada uma pesquisa de campo de avaliação qualitativa e quantitativa, tendo como sujeito da pesquisa profissional de higienização. Os resultados da mostraram que embora a maioria dos colaboradores reconheçam a importância do uso de EPI’s, ainda é muito baixo o índice do seu uso adequado. Nesse contexto a participação do profissional da enfermagem como agente de capacitação no conhecimento e uso adequado de equipamentos de segurança em áreas de higienização pode minimizar os riscos de uma exposição ocupacional.


Palavras-chave


Biossegurança; Capacitação, Enfermagem.

Texto completo:

105-117

Referências


BONINI, AM.; ZEVIANI, C.P.; CANINI, S.R.M.S. Exposição ocupacional dos profissionais de enfermagem de uma unidade de terapia intensiva a material biológico. Rev. Eletr. de Enferm. v.11, n.3, p.658-64, 2009 [acesso em: 29 de agosto de 2018]. Disponível em: http://www.fen.ufg.br/fen_revista/v11/n3/v11n3a25.htm.

BRASIL, Ministério do Trabalho, NR5 - COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES. 2015. [acesso em 25 de agosto de 2018]. Disponível em www.trabalho.gov.br/images/Documentos/SST/NR/NR5.pdf.

BRASIL, Ministério do Trabalho, NR6. EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL, 2015b. [acesso em 25 de agosto de 2018]. Disponível em: trabalho.gov.br/images/Documentos/SST/NR/NR6.pdf.

CAMPOS, S.F.; VILAR, M.A.S.; VILAR, D.A.V. Biossegurança: Conhecimento e Adesão às Medidas de Precauções Padrão num Hospital. Rev. Bras. Ciência e Saúde. v.15, n.4, p.415-20, 2011 [acesso em: 25 agosto 2018]. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rbcs/article/view/9830

CASTRO, A.B.S.; SOUSA J.T.C; SANTOS A.A. Atribuições do Enfermeiro do Trabalho na Prevenção de Riscos Ocupacionais; J. Health Sci. Inst. v.28, n.1, p.5-7, 2010.

CHILLIDA, M.S.P.; COCCO, M.I.M. Saúde do trabalhador & terceirização: perfil de trabalhadores de ser serviço viço de limpeza hospitalar. Rev Latino-Am Enfermagem, v.12, n.2, p.271-6, 2004.

CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Revista Eletrônica. Edição No 645. Junho, 2018. [acesso em 25 de agosto de 2018]. Disponível em: http://revistacipa.com.br/40-anos-de-prevencao-8-milhoes-de-acidentes-evitados-depois-das-nrs/.

DUARTE, N.S.; MAURO, M.Y.C. Análise dos fatores de riscos ocupacionais do trabalho de enfermagem sob a ótica dos enfermeiros. Rev. bras. Saúde Ocup. São Paulo, v.35, n.121, p.157-167, 2010.

GALLAS, S.R.; FONTANA, R.T. Biossegurança e a enfermagem nos cuidados clínicos:contribuições para a saúde do trabalhador. Rev. Bras. de Enfermagem. v.63, n.5, p.786-92, 2010.

MINISTÉRIO DA FAZENDA. Anuário Estatístico da Previdência Social (AEPS), 2010. Seção IV, Acidentes do Trabalho. Disponível em http://www.previdencia.gov.br/dados-abertos/aeps-2010-anuario-estatistico-da-previdencia-social-2010/secao-iv-acidentes-do-trabalho-texto.

MONTENEGRO, D.S.; SANTANA, M.J.A. Resistência do operário ao uso do equipamento de proteção individual, p. 976-988, 2012. [acesso em 25 de agosto de 2018]. Disponível em: .

NEVES, H.C.C.; SOUZA, A.C.S.; MEDEIROS, M.; MUNARI, D.B.; RIBEIRO, L.C.M.; TIPPLE, A.F.V. Segurança dos trabalhadores de enfermagem e fatores determinantes para adesão aos equipamentos de proteção individual. Rev. Latino-Am. Enf, v.19, n.2, p.354-6,1 2011. [acesso em: 25 de agosto 2018]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v19n2/pt_18.pdf.

NEVES, T. P.; CORTEZ, E. A.; MOREIRA, C. O. Biossegurança como ação educativa: contribuições à saúde do trabalhador. Cogitare Enfermagem, Curitiba, v.11, n.1, p.50-54, 2006.

PIAI-MORAIS, T.H.; ORLANDI, F.S.; FIGUEIREDO, R.M. Fatores que influenciam a adesão às precauções-padrão entre profissionais de enfermagem em hospital psiquiátrico. Rev. Esc. Enferm. USP, v.49, n.3, p.473-80, 2015. [acesso em: 25 de agosto 2018];. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v49n3/pt_0080-6234-reeusp-49-03-0478.pdf.

SANGIONI, L.A.; PEREIRA, D.I.B.; VOGEL, F.S.F.; BOTTON, S.A. Princípios de biossegurança aplicados aos laboratórios de ensino universitário de microbiologia e parasitologia. Ciência Rural v.43, n.1, p.91-9 2013 [acesso em 22 ago 2018]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010384782013000100016.

SOUZA, E.L.V.; NASCIMENTO, J.C.; CAETANO, J.A.; RIBEIRO, R.C.V. Uso dos equipamentos de proteção individual em unidade de terapia intensiva. Rev. Enf. Ref. – III. n.4. p.125-133, 2011.

SOUZA, L.P.S.; PINTO, I.S.; DIAMANTINO, N.A.M.; FRANCO, E.F.P.M.; GONÇALVES, E.C.; SILVA, W.M.; SANTANA, J.M.F. Mapeamento dos riscos ambientais do laboratório de análises clínicas de um hospital de ensino: relato de experiência. Revista Eletrônica Gestão & Saúde v.4, n.1, p.1511-1519, 2013.

VALÉRIO, M.C.; CASTANHEIRA, N.P. Análise quali-quantitativa do lixo produzido em hospital público do Paraná: viabilidade econômica através da correta segregação de materiais recicláveis. Rev. Meio Ambiente e Sustentabilidade, v.4, n.2, p.44-65, 2013


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de Tecnologia e Ciências, FTC.