A gestão ambiental como característica essencial no perfil do administrador: uma revisão de literatura

Luciano Sousa de Castro, Haroldo Claudio Sande de Oliveira Peon, Rita de Cássia Sales Rastely

Resumo


A cada dia que passa a sociedade tem percebido que seus recursos naturais estão esgotando e que é preciso haver um planejamento visando garantir a sustentabilidade do meio ambiente. Sendo assim, para que haja sucesso no processo de preservação ambiental torna-se necessário que ações relacionadas ao tema abranjam todas as esferas da sociedade, inclusive a econômica, basicamente constituída por empresas. Diante desse cenário os administradores, principais responsáveis pela gestão organizacional, precisam estar conscientes de sua responsabilidade no processo de gestão ambiental e que sua atuação profissional deve sempre estar pautada nessas premissas.  Sendo assim, o presente artigo objetivou abordar a responsabilidade do administrador no processo de gestão ambiental, debatendo o quão importante é a sua participação nesse processo. Para isso, o estudo fez uso de revisão bibliográfica visando debater a importância da preservação dos recursos naturais por meio de gestão ambiental. O presente artigo é importante e possui relevância social, pois promove o debate perante sociedade acerca de um tema tão importante como a questão do meio ambiente e as contribuições que a administração pode oferecer no desenvolvimento sustentável da sociedade contemporânea.


Palavras-chave


Administrador. Meio ambiente. Sustentabilidade. Gestão Ambiental.

Texto completo:

PDF 2

Referências


Segundo Coimbra e Oliveira (2005), os problemas ambientais não surgiram de um dia para o outro; ao contrário, são consequências de um acúmulo de ações irresponsáveis ao longo dos anos.

Segundo Carneiro et al. (1993), questões ambientais vêm sendo exaustivamente discutidas em função da degradação da natureza e consequente da decadência da qualidade de vida. Essa situação decorre, entre outras razões, do mau gerenciamento ambiental, advindo tanto do setor público quanto do privado.

Já para Rohrich e Cunha (2004):

O cenário ainda não é o ideal, o Brasil em virtude do atraso em aspectos tecnológicos, educacionais e sociais (elevado grau de pobreza), priorizaram o crescimento sem preocupações com o meio ambiente. A exploração da natureza sobrepõe-se à mentalidade de preservação, encontrada nos países considerados de primeiro mundo.

Segundo Porter (1989), a cadeia de valor é formada por todos os participantes da produção e comercialização empresarial, ou seja, nela estão inseridos os produtores da matéria-prima, os fornecedores de insumos, os clientes, a logística, a infraestrutura, as políticas econômicas e de regulação envolvidas, a concorrência e a relação com a sociedade.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de Tecnologia e Ciências, FTC.