ADESÃO AO TRATAMENTO MEDICAMENTOSO POR PACIENTES HEMODIALÍTICOS

Danile Luquini de Souza, Rosa Maria Martinez Castor de Cerqueira

Resumo


A Insuficiência Renal Crônica ou Doença Renal Crônica é atualmente um dos principais problemas de saúde pública no Brasil. Consiste em lesão, perda progressiva e irreversível da função renal, de elevada morbimortalidade e, em sua fase avançada, necessita de tratamento de substituição da função renal. Sabe-se que a população com Insuficiência Renal Crônica tem aumentado nos últimos anos, principalmente devido ao envelhecimento populacional geral e ao aumento no número de pacientes com hipertensão arterial e diabetes mellitus que, atualmente, são as principais causas da doença no Brasil. O presente estudo tem por objetivo, verificar se o portador de nefropatia crônica em tratamento hemodialítico possui adesão ao tratamento farmacológico de uso diário. Trata-se de um estudo transversal, descritivo e quantitativo, realizado com 20 pacientes em terapia hemodialítica em um Serviço de Diálise num Hospital Geral, na cidade de Salvador- BA. De acordo com os entrevistados observa-se que a principal causa que levou a Doença Renal Crônica foi a Hipertensão Arterial não cuidada, tendo a totalidade de pacientes não aderentes ao tratamento medicamentoso de uso diário, segundo teste de Morisky e Green. Pode-se concluir que a adesão ao tratamento é um processo que envolve não somente o esforço dos profissionais, mas principalmente do paciente, inclui também os fatores terapêuticos e educativos, principalmente aspectos ligados ao reconhecimento e aceitação da doença. O profissional farmacêutico deve exercer seu papel para conscientizar os pacientes de suas restrições e atribuições no tratamento, estimulando a adesão e mudanças no estilo de vida, prevenindo assim, possíveis complicações.


Palavras-chave


Hemodiálise, Insuficiência renal; Adesão ao tratamento farmacológico

Texto completo:

78-90

Referências


BARBOSA, L. et al. Preditores de Vida em Pacientes com Doença Renal Crônica em Hemodiálise. Jornal Brasileiro de Nefrologia, Sergipe v. 29, n.4. 2007.

CUNHA, B, et al. Prevalência e Causas de não Adesão ao Tratamento de Idosos na Atenção Básica. Revista de Pesquisa em Saúde, v. 13, n. 3. 2012.

DUARTE, P. S. et al. Tradução e adaptação cultural do instrumento de avaliação de qualidade de vida para pacientes renais crônicos (KDQOL-SF TM). Revista da Associação Médica Brasileira, São Paulo, v. 49. 2003.

FERREIRA, C. R; SILVA, R.C. A qualidade de vida dos pacientes renais crônicos em hemodiálise na região de Marília. Jornal Brasileiro de Nefrologia. v.33 n.2 São Paulo, 2011.

MALDANER, C.R.; et al. Fatores que influenciam a adesão ao tratamento na doença crônica: doente em terapia hemodialítica. Revista Gaúcha de Enfermagem, v.29, Porto Alegre, 2008.

Disponível: http://seer.ufrgs.br/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/7638

Acesso: 17 de março de 2016.

MARTINS MRI; CESARINO CB. Qualidade de vida de pessoas com doença renal crônica em tratamento hemodialítico. Revista Latino-Americana de Enfermagem. v. 13, n.5, p.670-676. 2005.

Disponível: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v13n5/v13n5a10.pdf

Acesso: 17 de março de 2016.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Política Nacional de Promoção da Saúde. 2ª edição. Brasília 2007.

ROMÃO JUNIOR, E. R. Doença renal crônica: definição, epidemiologia e classificação. Jornal Brasileiro de Nefrologia, v.26, n.3. 2004.

Disponível em: http://www.jbn.org.br/details/1183/en-US/doenca-renal-cronica--definicao--epidemiologia-e-classificacao

Acesso: 21 de março de 2016.

SANTOS, F, et al. Adesão do Cliente Hipertenso ao Tratamento: Análise com Abordagem Interdisciplinar. Texto contexto - enferm. [online]. 2005, v.14, n.3, p.332-340. 2005.

Disponível: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072005000300003.

Acesso: 17 de março de 2016.

SGNAOLIN, V.; FIGUEIREDO, A.E.L. 2012. Adesão ao tratamento farmacológico de pacientes em hemodiálise. Jornal Brasileiro de Nefrologia. v.34 n.2 São Paulo, 2012

Disponivel: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-28002012000200002

Acesso: 12 de março de 2016.

TERRA F.S et al. Adesão ao tratamento farmacológico de uso diário de pacientes renais crônicos submetidos à hemodiálise. Rev Bras Clin Med. v.8, n.2, 2010.

Disponível: http://www.sbcm.org.br/revistas/RBCM/RBCM-2010-02.pdf#page=34

Acesso: 8 de março de 2016.

VII Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial, Arq Bras Cardiol 2016; 107(3Supl.3):1-83, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de Tecnologia e Ciências, FTC.