CONCEPÇÕES E LINGUAGEM FRENTE AOS ESTUDOS DE FUNGOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Alexandre Luiz Polizel, Naomi Neri Santana

Resumo


Inclinamo-nos à analisar quais as negociações de linguagem e concepções das/os estudantes frente a dinâmica referente a temática: “fungos”. A dinâmica consistiu em uma sequência didática realizada em três sétimos anos de um colégio estadual do município de Maringá, Paraná, Sul do Brasil. A aplicação da sequência ocorreu em três horas aula, com base nas seguintes problemáticas: por que temos que estudá-los? Onde estes ocorrem ou não? Foram selecionados então locais de ocorrência, ou não, de fungos e cultivados em Ágar batata. Para síntese final das discussões, confeccionou-se relatórios referente a temática e um cartão postal que enviariam a um amigo da mesma idade. É notória a associação da ocorrência de fungos em locais dados como sujos e úmidos e, a não ocorrência em locais assépticos. Levantamos aqui a preocupação dos estudantes em (re)produzir discursos científicos como verdadeiros, hierarquizados, bem como sua representatividade das avaliações como uma metragem de conhecimentos acumulados processualmente. A cópia do livro vem assim como uma verdade ‘maior’, no qual os saberes culturais dos estudantes eram deslegitimados, visto o não aval do carimbo da cientificidade. Assim, consideramos a problematização como um instrumental para participação dos estudantes na construção de conceitos, bem como a constante negociação de discursos. 


Palavras-chave


Micologia, Ensino de ciência, Pibid.

Texto completo:

37-50

Referências


BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA, 2009.

BONITO, J. Linguagem da ciência uma abordagem linguística. In Anais V Encontro de docentes em ciências da natureza. Instituto Politécnico de Porto Alegre. Porto Alegre, 2003, p. 1-11.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. 5. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1985.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso: aula inagural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. São Paulo: Loyola, 2014

GUIMARÃES, L.B.; SILVA, B.L. Planejamento de ensino entremeando biologia e cultura. Ensino em Re-vista, 16(1), 2009, p. 33-45.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos da metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

LATOUR, B. A esperança de pandora: ensaio sobre a realidade dos estudos científicos. Bauru: EDUSC, 2001.

LIMBERGER, K.M.; SILVA, R.M.; ROSITO, B.A. Investigando a contibuição de atividades experimentais nas concepções sobre microbiologia de alunos do ensino fundamental. In Anais do X Salão de Iniciação Cientifica, PUCRS, Porto Alegre, 2009, p. 228-230.

MAGALHÃES, S.I.R.; TENREIRO-VIEIRA, C. Educação em Ciências para uma articulação Ciência, Tecnologia, Sociedade e Pensamento Crítico. Um programa de formação de professores. Revista portuguesa de Educação, 19(2), 2006, p. 85-110.

MINAYO, M. C. de S. (Org). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 26.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

OLIVEIRA, I.B.; FREIRE, L.Q.B.; SOUSA, D.S.; LOURENÇO, J.M. A ordem antes do progresso: o discurso médico-higienista e a educação dos corpos no Brasil no início do século XX. In Rev. de História e Estudos culturais, 9(1), 2012, p. 1-14.

REGINALDO, C.C.; SHEID, N.J.; GÜLLICH, R.I.C. (2012) O ensino de ciências e a experimentação. In Anais IX Reunião da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação do Sul. Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul, 2012, p. 1-13

SILVA, T.T. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo.3 ed. Belo Horizonte: Autentica, 2015.

TRIVELATO JUNIOR, J. Um obstáculo à aprendizagem de conceitos em biologia: geração espontânea x biogênese. In: NARDI, R. Questões atuais no Ensino de Ciências. São Paulo: Escrituras, 2001, p. 77-84.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de Tecnologia e Ciências, FTC.