PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SITUACIONAL: HANSENÍASE, REALIZADO NA UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA NO BAIRRO JUSSARA NA CIDADE DE FEIRA DE SANTANA – BAHIA.

Ketryn Ramos de Jesus, Jéssika Couto Borges, Francielle Novais Dourado

Resumo


O presente estudo relata sobre as dificuldades enfrentadas pela comunidade em iniciar e manter de maneira ininterrupta o tratamento da hanseníase, na cidade de Feira de Santana, a qual apresentou a notificação de 97 casos novos no ano de 2014. Sendo assim realizou-se um planejamento estratégico situacional no bairro Jussara, na cidade de Feira de Santana, no ano de 2015, pois ao aprofundar-se na realidade da comunidade detectou-se a existência de um caso, notando a necessidade da equipe multidisciplinar realizar educações permanentes para que ocorra completa adesão ao tratamento do caso já existente, evitando assim o surgimento de complicações diminuindo a transmissibilidade desta patologia, detectando e intervindo precocemente nos casos novos, trazendo melhoria na qualidade de vida dos pacientes hansênicos, com diminuição dos preconceitos com os portadores desta doença, devido à conscientização da população que reside nesta área. Além disso, o trabalho evidenciou a importância do planejamento estratégico situacional (PES) para programar e implementar ações em saúde para o quadro mutável de uma determinada comunidade.

Palavras-chave


hanseníase; planejamento estratégico situacional; epidemiologia; diagnóstico precoce; transmissibilidade.

Texto completo:

288-291

Referências


BACHION et al. Avaliação da Hanseníase: relato de experiência de acadêmicos de enfermagem, Rev. bras. enferm. Brasília v.61 no.spe Brasília, Nov. 2008.

CUNHA, A. Z. S. Hanseníase: aspectos da evolução do diagnóstico, tratamento e controle. Ciência & Saúde Coletiva, v. 7, n. 2, p. 235-242, 2002.

Ministério da Saúde. Blog da Saúde. Hanseníase: com tratamento correto, a doença tem cura. [Internet]. Brasília: MS [acesso em 07 out 2015]. Disponível em: http://www.blog.saude.gov.br/entenda-o-sus/50085-hanseniase-com-tratamento-correto-a-doenca-tem-cura.

Ministério da Saúde. Portal da Saúde. Hanseníase. [Internet]. Brasília: MS [acesso em 07 out 2015]. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/secretarias/svs/hanseniase.

PENNA et al. Perfil clínico-epidemiológico dos pacientes diagnosticados com hanseníase em um centro de referência na região nordeste do Brasil. An Bras Dermatol, v.80, n. 3, p. S283-288, 2005.

Prefeitura Municipal de Feira de Santana. Diário Oficial Eletrônico. Registrados menos casos de hanseníase de janeiro a julho. Bahia. [acesso em 07 out 2015]. Disponível em: http://www.feiradesantana.ba.gov.br/noticias.asp?idn=12730.

RODRIGUES, I. L. A.; SOUZA, M. J. Representações sociais de clientes sobre a tuberculose: desvendar para melhor cuidar. Esc. Anna Nery Rev. Enferm., Rio de Janeiro, v. 9, n. 1, p. 80-87, abr., 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de tecnologia e Ciências, FTC.