EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE NO COTIDIANO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE DO SUS

Elmirene Santos da Silva, Carmen Liêta Ressurreição dos Santos, Hayana Leal Barbosa

Resumo


A EPS promove processos formativos através da problematização do seu processo de trabalho, cujo objetivo é transformação das práticas profissionais e da organização do trabalho. Este estudo teve como objetivo analisar a produção científica acerca da EPS no cotidiano dos serviços de saúde do SUS. Sua relevância está em todos os níveis operacionais, tanto prático quanto teórico. Trata-se de uma revisão integrativa realizada com oito artigos científicos publicados no ano de 2014, em periódicos indexados na Biblioteca Virtual em Saúde, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Base de Dados de Enfermagem, escritos em língua portuguesa, com abordagem qualitativa. Para o levantamento dos artigos nas bases eletrônicas foram utilizados os seguintes descritores: educação permanente em saúde, educação continuada em saúde e política nacional de educação permanente em saúde. Os dados foram analisados através da análise de conteúdo. Os resultados apontaram que dentre as modalidades de formação dos trabalhadores de saúde, destaca-se a transformação das práticas profissionais e da própria organização do trabalho, através da problematização do processo de trabalho; e algumas dificuldades e facilidades para a realização de ações de EPS. Assim, cabe aos trabalhadores da saúde a reflexão sobre a importância da EPS, para que possa utilizá-la cotidianamente em sua prática, reconhecendo-a e propondo intervenções para impactar na qualidade da atenção à saúde e nos serviços de saúde do SUS.


Texto completo:

148-154

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de tecnologia e Ciências, FTC.