Caracterização do potencial amilolítico de de linhagens bacterianas isoladas do processo de produção da farinha de mandioca

Marcia Pereira Santos, Thiago Bruce

Resumo


Com a crescente demanda do petróleo, é de suma importância a procura de soluções alternativas para suprir esta demanda, a manipueira é um resíduo gerado no processo de produção de farinha de mandioca, com uma grande concentração de amido, sendo forte candidata a matéria-prima na produção de etanol.  Neste processo, a hidrólise e sacarificação do amido por amilases. O objetivo do trabalho é caracterizar e prospectar microrganismos com potencial amilolitico. Para isso, amostras de casca de mandioca foram trituradas e lavadas em meio mineral. Após a diluição seriada deste lavado, procedeu-se ao plaqueamento das amostras em meio mineral com 1% de amido (MMA). As placas foram incubadas em condição de microaerofilia a 30ºC por 48 h e os diferentes morfotipos isolados foram conservados em MM com 20% de glicerol a -80ºC. Foram isolados 18 morfotipos bacterianos. Para avaliar a atividade amilolítica, cada isolado foi reativado e inoculado sob a forma de spots em placas de MMA. Após incubação de 48 e 96 horas, revelou-se o halo de degradação de amido por inundação com lugol 3% e, a partir deste halo, calculou-se o índice enzimático (IE). Dos 18 morfotipos isolados, apenas a cepa FTC1401 apresentou índice enzimático >2 em todos os períodos de crescimento, confirmando sua relevância. A linhagem FTC1404 apresentou um IE considerável em 96 horas (1,4).

Com a crescente demanda do petróleo, é de suma importância a procura de soluções alternativas para suprir esta demanda, a manipueira é um resíduo gerado no processo de produção de farinha de mandioca, com uma grande concentração de amido, sendo forte candidata a matéria-prima na produção de etanol.  Neste processo, a hidrólise e sacarificação do amido por amilases. O objetivo do trabalho é caracterizar e prospectar microrganismos com potencial amilolitico. Para isso, amostras de casca de mandioca foram trituradas e lavadas em meio mineral. Após a diluição seriada deste lavado, procedeu-se ao plaqueamento das amostras em meio mineral com 1% de amido (MMA). As placas foram incubadas em condição de microaerofilia a 30ºC por 48 h e os diferentes morfotipos isolados foram conservados em MM com 20% de glicerol a -80ºC. Foram isolados 18 morfotipos bacterianos. Para avaliar a atividade amilolítica, cada isolado foi reativado e inoculado sob a forma de spots em placas de MMA. Após incubação de 48 e 96 horas, revelou-se o halo de degradação de amido por inundação com lugol 3% e, a partir deste halo, calculou-se o índice enzimático (IE). Dos 18 morfotipos isolados, apenas a cepa FTC1401 apresentou índice enzimático >2 em todos os períodos de crescimento, confirmando sua relevância. A linhagem FTC1404 apresentou um IE considerável em 96 horas (1,4).


Texto completo:

245-247

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de tecnologia e Ciências, FTC.