AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA EXPOSIÇÃO À FUMAÇA DA QUEIMA DA CANA-DE-AÇÚCAR (SACCHARUM OFFICINARUM L.): INFLUÊNCIA DO EFEITO TÓXICO NAS LESÕES HISTOPATOLÓGICAS DO SISTEMA CARDIORRESPIRATÓRIO EM RATOS WISTAR

Jéssica Menezes Novais, Januário Mourão Lima, Marcos Lázaro da Silva Guerreiro

Resumo


A combustão da biomassa é uma importante fonte de recursos econômicos e energéticos para os países em desenvolvimento1, porém acarreta níveis anormais de poluentes na atmosfera potencializando os riscos para doenças respiratórias. A exposição ao material particulado parece induzir a formação de espécies reativas de oxigênio, relacionando-se, assim, com o processo inflamatório. A resposta inflamatória nas vias aéreas prejudica a função normal do sistema muco-ciliar devido à alteração das características do muco produzido pelo epitélio afetado. Além disso, a inalação do material particulado pode estar relacionada à produção de agentes oxidantes intracelulares, os quais atuariam como fatores desencadeadores do processo inflamatório, ao estimular os mediadores pró-inflamatórios e, assim, aumentar as infecções pulmonares. Na presente investigação procura-se analisar os efeitos da exposição à fumaça resultante da queima da cana-de-açúcar, sobre mecanismos inflamatórios no sistema cardiorrespiratório de ratos Wistar em diferentes períodos de exposição. Foram utilizados 28 ratos machos, da raça Wistar, com peso corporal de 250g a 300g. Esses animais foram divididos em dois grupos, um experimental (GE) que recebeu a inalação da fumaça da queima da palha da cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L.) em diferentes períodos – um, sete e vinte e um dias – e o outro, o grupo controle (GC), composto por 4 animais. Para a obtenção da fumaça foram queimadas 200 gramas da palha da cana por um período de cerca de duas horas por dia. Após completar o período de exposição de cada grupo, os animais eram eutanasiados intraperitonealmente com 200mg/Kg de Ketamina/Xilazina 5% diluídos em 2 mL de solução salina fisiológica. Em seguida, a traqueia era completamente ocluída por fio de sutura para manter os pulmões em capacidade residual funcional (CRF). Era realizada a toracotomia esternal para a retirada dos pulmões juntamente com o coração. Estes foram lavados com solução de NaCl 0,9%, examinados macroscopicamente e fixados em formol tamponado à 10%. Os fragmentos de pulmão e coração foram coletados e fixados em formol encaminhados ao laboratório de Histopatologia da Faculdade de Tecnologia e Ciências – FTC, para serem incluídos em parafina e posteriormente obtidas secções de 5µm, corados em Hematoxilina e Eosina. As análises revelaram que material particulado em suspensão decorrente da queima da cana-de-açúcar foi capaz de induzir, agudamente, inflamação pulmonar, porém não provocou processo inflamatório ou danos no tecido miocárdico. Os componentes presentes na fumaça da cana-de-açúcar são capazes de induzir perturbações respiratórias como: edema, hemorragia e perda da arquitetura alveolar.


Palavras-chave


Resposta Inflamatória; Material Particulado; Vias aéreas

Texto completo:

225-229

Referências


ABEX, M. A. et al. Queima de biomassa e efeitos sobre a saúde. Jornal Brasileiro de Pneumologia. São Paulo, p. 158-175. abr. 2004.

BATALHA, J. R. F. et al. Environmental Health Perspectives • VOLUME110 |NUMBER 12 |December 2002 1191 Concentrated Ambient Air Particles Induce Vasoconstriction of Small Pulmonary Arteries in Rats. Environmental Health Perspectives, v. 110, n. 12, p.1191-1197, dez. 2012.

BINOKI, D.H. Alterações cardiopulmonares induzidas em ratos saudáveis após a instilação nasal subcrônica de suspensão aquosa de material particulado fino em concentração ambiental. 2010. Tese (Doutorado em Patologia) - Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: . Acesso em: 02 dez. 2014.

CANÇADO, J. E. D. et al. Repercussões clínicas da exposição à poluição atmosférica. Jornal Brasileiro de Pneumologia. São Paulo, p. 5-11. maio 2006.

COLOMBINI, M. P. Exposição aguda ao material particulado total em suspensão proveniente de diferentes fontes e suas repercussões nas respostas inflamatórias, sistêmica e local, em ratos. 2007. Tese (Doutorado em Patologia) - Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

NEMMAR, A. et al. Contrasting actions of diesel exhaust particles on the pulmonary and cardiovascular systems and the effects of thymoquinone. Br J Pharmacol. 2011;164(7):1871-1882

NEMMAR, A. et al. Evaluation of the direct systemic, and cardiopulmonary effects of diesel particles in spontaneously hypertensive rats. Toxicology. 2009;262:50-6.

PARAISO, M. L. S. Avaliação do impacto à saúde causado pela queima prévia de palha de cana-de-açúcar no Estado de São Paulo. 2014. 159p. Tese (Doutorado em Ciências) – Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, São Paulo.

PRADO, G. F. Impactos cardiopulmonares e inflamatórios da exposição à poluição da queima de biomassa em cortadores de cana queimada e em voluntários saudáveis do município de Mendonça. 2011. Tese (Doutorado em Pneumologia) - Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

SHI, M. M.; Godleski J. J.; Paulauskis J. D. Regulation of macrophage inflammatory protein-1 mRNA by oxidative stress. J. Biol. Chem 1996; 271: 5878-83

WHO. Vegetation fires. Disponível em: . Acesso em: 12 dez. 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de tecnologia e Ciências, FTC.