EDUCAÇÃO EM SAÚDE EM UM GRUPO DE CONVIVÊNCIA DA TERCEIRA IDADE: EXPERIÊNCIA VIVENCIADA.

Vanuza Dias Rocha, Sheylla Naiara Salles Vieira, Andresa Teixeira Santos, Agnes Claudine Fontes De La Longuiniere, Donaria Sales Vieira, James Melo Silva

Resumo


No Brasil de hoje tem aumentado significadamente a expectativa de vida da população brasileira, isso se deve, sobretudo, as ações de saúde pública, mudanças comportamentais, além de avanços nas pesquisas cientificas e recurso tecnológico na área da saúde voltada para a assistência especifica. O estudo tem o objetivo de descrever a experiência vivenciada pela discente no desenvolvimento de uma oficina educativa, que teve como foco de trabalho a educação em saúde para idosos no grupo de convivência da terceira idade, no município de Jequié-BA. Trata-se de um relato de experiência, de uma atividade pedagógica educativa que foi realizada 13 de maio de 2015, com 30 idosos, com idade entre 60 e 99 anos, de ambos os sexos. Como proposta metodológica, utilizou-se a problematização a partir da discussão onde envolviam os temas como câncer de mama, hipertensão, diabetes, riscos de queda e má alimentação. A educação em saúde visa capacitar o individuo para que o mesmo busque uma melhor qualidade de vida, verificamos que as estratégias educativas adotadas no grupo foram aceitas positivamente, onde todos os idosos participaram, interagiram e colaboraram com a execução das atividades proposta, um aprendizado que favoreça mudanças nos hábitos de vida, no exercício da autonomia e na responsabilidade pela saúde. O objetivo proposto foi alcançado, os idosos conseguiram assimilar o conteúdo abordado, no processo de ensino/aprendizado, observamos o enriquecimento do aprendizado dos participantes, acerca da metodologia adotada, supriram as nossas expectativas

Palavras-chave


envelhecimento, educação em saúde, qualidade de vida.

Texto completo:

173-180

Referências


BRASIL. Ministério da Saúde. Envelhecimento ativo: uma política de saúde. Trad. Suzana Gontijo. Organização Pan-Americana da Saúde - Opas - OMS. Brasília. 2005. p 08. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/envelhecimento_ativo.pdf. Acesso em: 29 Mar. 2015.

BRASIL, Ministério da Saúde. Alimentação saudável para a pessoa idosa, Um manual para profissionais de saúde, Série A. Normas e Manuais Técnicos, Brasília-DF, 2009.

BRASIL. Ministério da Saúde. Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa, Caderno de Atenção Básica, nº 19, Brasília-DF, 2006.

BIPARTISAN, bill introducet to expand mental health services for seniors. Mental Health Weekly, v.14, p. 1-3, 2004.

CREUTZBERG, M. et al. (2007) A Instituição de Longa Permanência para idosos e o sistema de saúde. Rev. Latino-Am Enfermagem, novembro-dezembro 15(6).

JUNIOR R.G.O; LAVOR E.M; OLIVEIRA M.R; SOUZA E.V; SILVA M.A; SILVA M.T.N.M; NUNES L.M.N; Revista eletrônica de farmácia, Plantas medicinais utilizadas por um grupo de idosos do município de Petrolina, Pernambuco, Vol. IX (3), 16 - 28, 2012.

LIMA-COSTA, M. F.; VERAS, R. Saúde publica e envelhecimento. Caderno de Saúde Publica v. 19, p. 700-701, 2003.

MINAS GERAIS. Secretaria de Estado de Saúde. Atenção a Saúde do Idoso. Belo Horizonte: SAS/MG, 2006. 186 p.

Netto MP, Carvalho Filho ET. Geriatria: fundamentos, clínica e terapêutica. Edição. São Paulo (SP): Atheneu; 2002.

PAVIANI, Neires Maria Soldatelli; FONTANA, Niura Maria. Oficinas pedagógicas: relato de uma experiência. Rev Conjectura. v. 14; n. 2. p.77-88. 2009.

RENOVATO, R.D.; BAGNATO, M.H.S. Práticas educativas em saúde e a constituição de sujeitos ativos. Texto Contexto Enferm., v.19, n.3, p.554-62, 2010. Disponível em: http://www.scielo.br.

SILVA, M.T.; NAKATANI, K.Y.A.; SOUZA, S.C.A.; LIMA, S.C.M.; A vulnerabilidade do idoso para as quedas: análise dos incidentes críticos, Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 09, n. 01, p. 64 –78, 2007.

SILVA, Aila Cristina dos Santos; SANTOS, Iraci dos. Promoção do autocuidado de idosos para o envelhecer saudável: aplicação da teoria de Nola Pender. Texto Contexto Enferm. v. 19; nº 4; p. 745-53. 2010.

Silva MA, Oliveira AGB, Mandú ENT, Marcon SR. Enfermeiro & grupos em PSF: possibilidade para participação social. Cogitare Enferm 2006 maio- ago; 11(2):143-9.

SILVA, Aila Cristina dos Santos; SANTOS, Iraci dos. Promoção do autocuidado de idosos para o envelhecer saudável: aplicação da teoria de Nola Pender. Texto Contexto Enferm. v. 19; nº 4; p. 745-53. 2010.

VERAS, R. P. Em busca de uma assistência adequada à saúde do idoso: revisão de literatura e aplicação de um instrumento de detecção precoce e de previsibilidade de agravos. Caderno de Saúde Publica. v. 19, p. 705-715, 2003.

VERAS, R. P.; CALDAS, C. P.; ARAÚJO, D. V.; KUSCHNIR, R.; MENDES, W.; Característica demográfica dos idosos vinculados ao sistema suplementar de saúde no Brasil. Revista de Saúde Pública. v. 42, p. 497-502, 2008.

VERAS, R. (2007) Fórum envelhecimento populacional e as informações de saúde do PNAD: demandas e desafios contemporâneos. Introdução. Cad. Saúde Pública, n.°23, v. 10, out., p. 2463-6.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de tecnologia e Ciências, FTC.